A importância do capital humano frente aos avanços das novas tecnologias para o trabalho


5 de fevereiro de 2020

Compartilhe!

Imagem ilustrativa | Foto: Helloquence. Unsplash.com

É indiscutível que a tecnologia está em constante avanço e, cada vez mais, presente no nosso dia-a-dia. No ambiente de trabalho, por exemplo, podemos destacar que algumas funções manuais e repetitivas correm o risco de serem extintas pelo uso de máquinas e softwares especializados.

Com essa expectativa em vista, é possível destacar qual o perfil profissional pode ter vantagem competitiva frente ao avanço tecnológico. Pessoas com formação técnica e competências socioemocionais têm mais chance de serem inovadoras e criativas, além de se integrarem ao mercado de trabalho com maior facilidade.

Curiosidade

Nesta semana, a Revista Exame trouxe uma notícia muito interessante sobre o uso da tecnologia no nosso cotidiano. Na Alemanha, um artista chamado Simon Weckert realizou um experimento para testar a capacidade de processamento de dados do serviço de mapas da Google. Carregando 99 aparelhos celulares em um carrinho de mão pelas ruas de Berlim, o artista alemão fez com que o Google Maps identificasse, equivocadamente, a ocorrência de um congestionamento por onde ele passava. Veja:

A experiência efetuada por Simon demonstra o quanto o capital humano é valioso, mesmo diante de tanta tecnologia. Apesar dos avanços e de possíveis postos de trabalho que terão suas funções automatizadas em um futuro próximo, a capacidade humana de identificar problemas e pensar em novas soluções é insubstituível.

A área de Recursos Humanos tem o compromisso em desenvolver as habilidades de cada indivíduo, fazendo uso de ferramentas tecnológicas para a realização dos processos produtivos. Compete a cada um buscar o aprimoramento de suas competências técnicas, adquirir experiências profissionais relevantes e desafiadoras, além de estimular a própria criatividade.