URH conclui primeiro ciclo formativo para líderes da Ugaf


16 de outubro de 2020

Compartilhe!

Formação básica de líderes da Ugaf contou com a participação de 20 servidores. | Foto: Divulgação / Kari Shea / Unsplash

Chegou ao fim, no dia 8 de outubro, a primeira formação básica para líderes oferecida aos servidores administrativos da Unidade de Gestão Administrativa e Financeira (Ugaf) do Centro Paula Souza (CPS). A ação foi promovida pela Unidade de Recursos Humanos (URH) por meio do Projeto Pessoas em seis encontros virtuais realizados com o uso do Microsoft Teams.

Com carga horária de 30 horas, a formação básica para líderes oferecida pela URH abordou conceitos introdutórios para a obtenção de habilidades e desenvolvimento de competências técnicas e socioemocionais. “Trata-se de uma equipe multidisciplinar. São profissionais técnicos e especialistas em diversas áreas, por isso abordamos o que era fundamental para a liderança de equipes. Vimos conceitos que iam desde o autoconhecimento para o desenvolvimento de pessoas e mudança de cultura organizacional, até conteúdos mais específicos como soft skills e hard skills, por exemplo”, contou a professora Karen dos Reis Fernandes Teixeira, que coordena o Projeto Pessoas da URH. “Também realizamos um exercício enriquecedor para obter o feedback das equipes lideradas por cada participante da formação a respeito do modelo de gestão e liderança de cada um”, completou.

Formação à distância

A ação estava planejada para ser iniciada em março, antes da decretação do estado de calamidade pública em virtude da pandemia do novo coronavírus. Contudo, a nova rotina de teletrabalho e as demandas urgentes para o funcionamento das atividades essenciais do Centro Paula Souza fizeram com que a formação fosse retomada remotamente no mês de setembro, a pedido da coordenadora técnica da Ugaf, Ana Paula Garcia Romero.

“Desenvolver as habilidades de liderança e gestão de pessoas dos nossos funcionários é fundamental para uma administração pública eficiente e próxima dos anseios das Unidades de Ensino e de toda a sociedade”, contou Ana Paula. Segundo ela, o objetivo é instrumentalizar os líderes dos departamentos e áreas da Ugaf a fim de promover uma cultura organizacional mais humanizada e produtiva.

As demais ações formativas de nível básico e intermediário para líderes e instrutores de treinamento previstas e que, até mesmo, já estavam em andamento antes da pandemia para todos os servidores da Unidade de Recursos Humanos ainda não foram retomadas. “Ao todo, as seis turmas previstas para a URH perfazem 265 horas de formação para o desenvolvimento profissional dos servidores. Devido o contexto do teletrabalho, a URH preferiu esperar para dar continuidade às aulas. Com isso, aproveitamos para redesenhar o formato das atividades a fim de contemplar um cenário de aprendizagem híbrido futuramente”, finalizou o professor Edson Costa, que também coordena o projeto.

Veja Também